sexta-feira, 26 de setembro de 2014

# 628

"Today I said goodbye to my dog "Cash", my sidekick, I loved this dog with all my heart and I know he is in a better place, Rest in peace boy." - DT

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

# 627

Bored panda.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

# 626

# 625


Phi Zappa Krappa.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

# 624





Separados por 17 meses e o Prince veio antes.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

# 623



A touch of jazz.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

# 622

Palíndromos.











































































# 621

Silêncio...

























e mais silêncio.


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

# 620

Elton John continua a ser na música a grande descoberta que fiz este ano. Tenho edições remasterizadas da sua obra que trazem uma brochura que identifica como sendo o período clássico do músico aquele definido pelo primeiro álbum, Empty Sky (1969), e que se estende até Captain Fantastic and the Dirt Cowboy (1975). Dos cerca de dez álbuns que Elton John registrou em meia dúzia de anos, eu tenho seis, talvez os melhores seis, e são seis discos fantásticos. Estou praticamente servido no que a Elton John diz respeito, o que é dizer muito, se pensar que tenho tantos álbuns dele como dos Led Zeppelin ou de David Bowie. Este período clássico do músico britânico é para ombrear com qualquer escritor de canções de qualquer era. E como se uma prova bastasse escolho um tema do CD que arranjei mais recentemente, Tumbleweed Connection (1970), e junto ainda as palavras de Sting (que se ilumina ao interpretá-lo) numa versão tardia, em dueto, de Come Down in Time. Mas primeiro a versão original.


quinta-feira, 4 de setembro de 2014

terça-feira, 2 de setembro de 2014

# 618

Devagar se vai aos ombros.

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

# 617





O Bruce e o Samuel reclamei para nós.