quinta-feira, 31 de julho de 2014

# 605



Foi daqui que eu vim e tantas vezes voltei hoje a casa.

quarta-feira, 30 de julho de 2014

# 604

# 603










































«I probably wouldn't have been a poet if I hadn't lost my left eye when I was a boy. A neighbor girl shoved a broken bottle in my face during a quarrel. Afterward, I retreated to the natural world and never really came back, you know.»

segunda-feira, 28 de julho de 2014

# 602

























«Todos os adultos merecem, além de uma existência digna, ter os seus brinquedos. A própria dignidade da existência depende da possibilidade de aceder a essas fantasias juvenis - ouvir música, para uns, andar de canoa, fazer mergulho ou comprar flores, para outros. Para isso é preciso ter disponibilidade, na mente e na carteira. Ter pouco dinheiro exige uma seriedade existencial permanente e a extinção de pequenos prazeres, essencialíssimos. Vestir a fatiota de adulto a 600 % é destino incompleto e ansioso que não se deseja a ninguém. Alguma coisa anda a falhar, anda. Vimos ao mundo também para isso mas não só para isso. Ou por outra: as contas que levamos daqui não são as da máquina de calcular.»

# 601

# 600

Rejubilar, e voltar a ouvir.

# 599

A matriarca não a viu bem no filme. Há mais que vagos ares da Magnani nesta bella bambola. Uma coisa do corpo, carnal, cuja plasticidade se oferece, burlesca, à objectiva, aqui sob a direcção da mesma mulher. Adorável excentricidade.

# 598

Coisas do arco do Bobo.

sexta-feira, 25 de julho de 2014

# 597



«When I look at any one of my three cats — when I stroke him, or talk to him, or push him off my yellow pad so I can write — I am dealing with a distinct individual: either Steely Dan Thoreau, or (Kat) Mandu, or Kali. Each cat is unique. All are ‘boys’, as it happens. All rescued from the streets, neutered and advertised as mousers, barn cats: ‘They will never let you touch them,’ I was told. Each cat is a singular being ­— a pulsing centre of the universe — with this colour eyes, this length and density of fur, this palate of preferences, habits and dispositions. Each with his own idiosyncrasies.»

quinta-feira, 24 de julho de 2014

# 596



Could you be the most beautiful director in the world.

# 595

Em cartaz no próximo MOTELx.
A avaliar pelos cartazes, the best of vibes.



# 594


quarta-feira, 23 de julho de 2014

terça-feira, 22 de julho de 2014

sexta-feira, 18 de julho de 2014

# 591



One less lady at lunch.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

# 590


So naked and so what.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

# 589



The white stripes.

terça-feira, 8 de julho de 2014

# 588
















Se olharmos em volta também encontramos homens que têm a rectidão das árvores, nos sentidos do físico e do carácter. Hoje fui saber do estado de saúde de um deles, que insuspeitada condição cardíaca podia ter abatido antes do tempo. Temos homem! Hirto e firme como um tronco na floresta. E voltámos a ter filme, da raiz até à copa.
 

segunda-feira, 7 de julho de 2014

# 587


# 586



"Prior to my then girlfriend I had a string of passionate, unrequited... infatuations," he explains. "It was really astonishingly painful. One crumb of encouragement – the uncertain smile! – and the sun comes up from behind the clouds. One moment of discouragement and you're in this horrible space. Terrible – giving your power away to this other person..."

sábado, 5 de julho de 2014

# 585

Nada como concordar com o Woody Allen que discorda.